E abril de 2017 começa com o dia da mentira. A mentira ideológica que nos é contada a todo momento pela classe dominante. A mentira da meritocracia, a mentira da igualdade de gênero, a mentira que no Brasil não há racismo, a mentira da segurança em detrimento da liberdade. A mentira do casamento mononuclear burguês como expressão fim do amor. A mentira do rombo na aposentadoria, a mentira que o que é privado é melhor para o público, a mentira que o lucro e a competição entre empresas gera bem estar social. A mentira das comidas embaladas e cheia de venenos que comemos, a mentira que policial existe para proteger a sociedade, eles matam e corrompem e só defendem a propriedade privada. A mentira que a crise hídrica é por falta de chuva, a mentira que a reforma trabalhista, ampliando a terceirização e cortando direitos, é para garantir empregos, é só para garantir a margem de lucro dos empresários. Estas são as mentiras que nos são apresentadas todos os dias, e em nosso nome. Por nós, lançam bombas na Siria, químicas e explosivas, fecham as fronteiras para refugiados de guerras, impõe ajustes fiscais (mas só para a classe trabalhadora). Em nosso nome cometem todas estas atrocidades cotidianas e nós agradecemos. 


Por toda esta mentira é que abril é e será um mês de luta. Luta pela injustiça de Eldorados dos Carajás, onde 17 trabalhadores rurais foram mortos por exigirem seu direito à terra. Luta esta que se amplia em busca da verdade das vítimas assassinadas pela ditadura militar, que grita contra o genocídio de tantos jovens mortos por policiais nas periferias das cidades, que se solidariza com as mulheres vítimas de violência doméstica, institucional e social de um mundo machista. Em abril nos levantamos, com as mulheres, com a população negra, com os movimentos populares em luta. Luta que se junta para fazer a manutenção dos direitos dos trabalhadores, como a aposentadoria e os direitos trabalhistas, atualmente sofrendo ataque do estado golpista em nome de nós mesmos. Mas se abril for um mês de luta, e é, superaremos as contradições que nos impedem de construir unidade na luta por uma sociedade melhor, superaremos os oportunistas que usam a luta coletiva para capitalizar poder e influência para si próprios. Faremos luta pela terra, luta pela garantia dos direitos universais básicos, como alimentação, moradia, vestimenta, educação e saúde, faremos luta contra a reforma da previdência, faremos uma greve geral dia 28. Tudo isso para pautar que queremos um outro modelo de organização da vida. Para dizer que só com igualdade de gênero e oportunidades em uma sociedade sem preconceito e racismo que poderemos alcançar o esplendor da humanidade, uma sociedade sem classes onde não haja a exploração de homens sobre outros homens e mulheres. 
 

Que abril seja vermelho.

Xandi Gonça

Começamos o ano, esquentando a bateria, por que luta não falta pra onde quer que se olhe... Depois do nosso carnaval, estivemos no movimento pelo descongelamento total da verba municipal de cultura e fizemos um grande ato no dia 27 de março. Veja as fotos aqui. Para entender melhor o que está em jogo, indicamos a leitura do texto de Fernanda Azevedo, da Kiwi Companhia de Teatro, aqui

Também na "batucagem", nos somamos ao Cordão da Mentira no Primeiro de Abril. Conheça um pouco mais aqui

Na última quinta (06/04) recebemos Lília Diniz aqui no CDC Vento Leste para uma prosa poética e musical na "Balaio de Prosa e Verso". Foi uma delícia e as fotos já aparecem no nosso flickr

E segue a todo vapor nossas pesquisas para criação do "Rolezinho Político-Carnavalesco" que estreia no final de 2017 pelas quebradas paulistanas... Dentre as pesquisas mais importantes e transversais do coletivo está a batucada...

... Por isso, divulgamos nossa oficina de batucada com Luciana Fernandes, percussionista, que acontecerá sempre as quintas feiras das 19h30 as 21h. A oficina é aberta aos interessados que já tenham batido baquetas em tambores, mãos em peles ou dedos em caixinhas de fósforo. A disponibilidade de instrumentos é reduzida, então quem puder trazer o seu melhor ainda. Qualquer dúvida ou informação extra, escreva pra gente no doloresbocaaberta@gmail.com

A OFICINA É GRATUITA E COMEÇA ESSA QUINTA FEIRA 13 DE ABRIL DE 2017.

 

. . . . . . .

Para mais informações sobre alguma atividade ou notícia deste informativo, 

acesse nosso site, nosso blog, nossa página no facebook

ou mande um e-mail para doloresbocaaberta@gmail.com

Caso queira receber nossas divulgações é só avisar! ;)

. . . . . . .

 

 

 

 

CDC Vento Leste - Rua Frederico Brotero, 60 - Jd. Triana - São Paulo, SP

Para mais informações sobre o CDC Vento Leste,

entre em contato através da nossa página no facebook