SAMBA-ENREDO PARA O CARNAVAL DE 2015

"Dolores em lutas, em atos e em festa"

Veio do morro vermelho

Mostrando logo a que veio

Na luta construindo seu enredo

Faz mutirão, batucada,

Ocupação na quebrada.

Vem sambar unidos da madrugada.

 

Nasceu no ano 2000

Menina lida com seu sonho juvenil

Fazer teatro na periferia

É do povo, quem diria

Depois do trampo transformando o dia a dia

 

Mas sabe que sozinha não dá mão

Fez poesia de dentro da lotação

Dançou na sombra de um incêndio, "arreuniu"

Na militância o horizonte se abriu

 

A vida não finda, bailarina

Eu bebo eu fumo

Eu como com farinha

Eu não me envergo

Eu não me quebro

Eu perco folhas

Sou osso duro de roer

A vida não finda, bailarina

Eu bebo eu fumo

Eu como com farinha

Meu pixaim não tem medo de canibal

15 anos nesse Carnaval!

 

Um diamante que não quer se lapidar

Nem o petróleo a fez um dia se curvar

Mulher e mãe botou a vida para cirandar

Comer, dormir, trepar.

  • Flickr Social Icon

VÍDEO //

SAMBA-ENREDO 2015

Clipe do samba enredo 2015:

"Dolores em lutas, em atos e em festas"

Fevereiro, 2015.

Conheça nossos outros carnavais: